No próximo sábado, 15 de agosto, Igreja no país se une em “Dia de Oração pela Vida e pelo Brasil”

13 Agosto 2020
(0 votos)

No próximo sábado, das 6h da manhã às 21h, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) organizou o “Dia de Oração pela Vida e pelo Brasil”. Ao meio dia os sinos das catedrais brasileiras balarão em  memória das mais de 104 mil vítimas da Covid-19, por seus familiares e pelos profissionais de saúde que atuam na linha de frente de combate ao novo Coronavírus. Os momentos de oração poderão ser acompanhados pelas redes sociais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e também pelos canais de tv de inspiração católicas do país.

 

 

Segundo o bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Joel Portela Amado, a conferência organizou este dia para unir toda a Igreja no Brasil em torno da  oração como forma de contribuir para a superação do quadro tão triste da pandemia e do avanço do Coronavírus no Brasil e também para reforçar sua atuação em torno do Pacto pela Vida e pelo Brasil, construído em parceria com um conjunto de organizações da sociedade brasileira.

Para o arcebispo de Belo Horizonte (MG), dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB, a entidade assinou o Pacto pela vida e pelo Brasil impulsionada por sua fidelidade ao Evangelho de Jesus Cristo, fonte inesgotável da luz da verdade, luz indispensável para clarear caminhos e rumos novos que a sociedade brasileira precisa, com urgência, para construir um novo tempo.

Segundo ele, a missão evangelizadora da Igreja, no rico e interpelante horizonte de sua Doutrina Social, não se exime na tarefa de, em cooperação com segmentos da sociedade civil, no que lhe é próprio e devido, ajudar a superar injustiças e discriminações para com os pobres e vulneráveis, defesa dos direitos e promoção da justiça, apoio à democracia e contribuição na conquista do Bem comum. “A Igreja assim o faz, estando no coração do mundo solidária, na força do testemunho do Reino de Deus, a caminho”, afirmou.

Dom Joel explica que o “Pacto pela Vida e e Pelo Brasil” não se trata apenas de um documento a mais em meio a tantos, mas um processo, um conjunto de atitudes que não podem ser adiadas”. Em razão disto, o Conselho Permanente, órgão deliberativo mais importante da CNBB, abaixo apenas da Assembleia Geral da Conferência, aprovou por unanimidade que se faça uma consulta ampla a todos os bispos e, por meio desses, às demais instâncias da ação evangelizadora no Brasil, de modo que, através da colaboração de todos, em clima de fraternidade e comunhão, se possa contribuir para a superação de um quadro tão triste como o atual.

Com o dia de oração e reflexão, informa o secretário-geral da CNBB, inicia-se um processo que deve durar enquanto durar a pandemia. O ideal, destaca dom Joel, seria não precisarmos fazer isso. “Se é necessário fazer, nós o faremos, dialogando continuamente com as demais entidades que assinaram o Pacto e com todas as outras que desejarem unir forças”, disse.

O que é o Pacto pela Vida e pelo Brasil?

O Pacto foi assinado em 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, por seis entidades representativas de diversos setores da sociedade brasileira. O documento foi lançado num período em que o Brasil se deparava com o agravamento da pandemia. O Pacto começou a ser elaborado cerca de um mês antes, por meio de reuniões entre representantes das entidades signatárias, todas bastante preocupadas com o quadro que se agravava no país. A CNBB, seguindo a trajetória de seis décadas de compromisso evangélico com a realidade nacional, fez parte, desde o primeiro momento, das reflexões e da formulação do texto.

Programação do Dia de Oração pela Vida e pelo Brasil

6h – Oração da Manhã, com dom Mario Antônio da Silva, bispo de Roraima e 2º vice-presidente da CNB, nas redes  sociais da CNBB
7h – Missa celebrada por dom Dimas Lara Barbosa, arcebispo de Campo Grande (MS), transmitida pela TV Imaculada
9h – Missa na Basílica de Nossa Senhora Aparecida (SP), transmitida pela TV Aparecida
10h – Live com o tema: “Experiências da Igreja de cuidado pela vida e pelo Brasil”, redes sociais da CNBB
11h – Live com o tema: “Os padres e o Pacto pela Vida e pelo Brasil”, com o presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados da CNBB, dom Salim Francisco
12h – Oração do Ângelus com dom Joel Amado, secretário-geral da CNBB, pelas redes sociais da CNBB
12h – Os sinos das catedrais brasileiras vão tocar simultaneamente
12 – Missa no Santuário Nossa Senhora do Guadalupe e Jesus das Santas Chagas (PR), com o padre Reginaldo Manzotti, transmitida pela TV Evangelizar
15h – Missa no Santuário da Piedade (MG) com o arcebispo de Belo Horizonte e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, transmitida pela TV Horizonte
15h – Live com o tema: “Pacto pela Vida e pelo Brasil”, nas redes sociais da CNBB
16h – Live com o tema: “O Pacto pela Vida e pelo Brasil e as Igrejas Cristãs, nas redes sociais da CNBB
18h – Missa no Santuário de Nossa Senhora de Nazaré (PA), transmitido pelas TV Nazaré
21h – Oração da Noite com dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre (RS) e primeiro vice-presidente da CNBB, pelas redes sociais da CNBB

 

58 Views
Pascom Diocese de Ituiutaba

A diocese de Ituiutaba é uma divisão territorial da Igreja Católica no estado de Minas Gerais. A sé episcopal está na Catedral de São José, localizada no município de Ituiutaba.

A diocese de Ituiutaba é uma divisão territorial da Igreja Católica no estado de Minas Gerais. A sé episcopal está na Catedral de São José, localizada no município de Ituiutaba.

Foi criada em 16 de outubro de 1982 pelo Papa João Paulo II pela bula. Quo Melius ( que quer dizer Quanto Melhor ) de 16 de outubro de 1982, com território desmembrada da Arquidiocese de Uberaba e da Diocese de Uberlândia.

 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…